Em destaque (clicar no título):

receitas | tarte de chocolate, pêra e avelãs

Para um jantar em casa de amigos, fiquei de levar uma sobremesa. Decidi-me a fazer algo novo e acabei por escolher uma das receitas da  pop...

2017-05-02

about steampunk

Se há imaginário que me agrada é o steampunk que incorpora a tecnologia e os projectos estéticos inspirados por máquinas industriais a vapor do século XIX
A origem deste subgénero de ficção científica remonta às obras de Jules Verne, H.G. Wells, e Mary Shelley, entre outros, havendo todo um mundo associado ao steampunk, desde moda a gadgets e até alguns filmes.
Embora as suas origens literárias sejam por vezes associadas ao género cyberpunk, as obras de steampunk costumam ser definidas como uma história alternativa da era vitoriana britânica do século XIX ou do Oeste Selvagem americano, num futuro pós-apocalíptico durante o qual a energia a vapor é de uso corrente (ao invés da electricidade) ou um mundo de fantasia que emprega similarmente o poder do vapor. Portanto, steampunk pode ser descrito como neo-vitoriano.
Em Lisboa, chegou a haver um bar de tapas e restaurante steampunk, O Arranca-Corações (que, infelizmente, fechou), onde, muitas vezes, a Liga Steampunk se reunia.


10 filmes steampunk:



Steampunk também conhecido como Tecnavapor (diminutivo de ''Tecnologia a Vapor'') é um subgênero da ficção científica, ou ficção especulativa, que ganhou fama no final dos anos 1980 e início dos anos 1990. Trata-se de obras ambientadas no passado, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real (ou em um universo com características similares), mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época - como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor. É um estilo normalmente associado ao futurista cyberpunk e, assim como este, tem uma base de fãs semelhante, mas distinta.

O gênero steampunk pode ser explicado de maneira muito simples, comparando-o a literatura que lhe deu origem. Baseado num universo de ficção cientifica criado por autores consagrados como Júlio Verne no fim do século XIX, ele mostra uma realidade espaço-temporal na qual a tecnologia mecânica a vapor teria evoluído até níveis impossíveis (ou pelo menos improváveis), com automóveis, aviões e até mesmo robôs movidos a vapor já naquela época.


Apesar de várias obras agora consideradas como fundadoras do gênero terem sido publicadas nos anos 1960 e 1970, o termo "steampunk" se originou no final dos anos 1980 como uma variante de "cyberpunk". As histórias do "steampunk" prototípico eram essencialmente contos cyberpunk ambientados no passado, usando tecnologia da era do vapor em vez da ubíqua cibernética do cyberpunk, mas mantendo as atitudes "punkistas" dessas histórias em relação a figuras de autoridade e à natureza humana. Originalmente, como o cyberpunk, o steampunk foi tipicamente distópico, geralmente com temas de noir e ficção pulp, como uma variante do cyberpunk. À medida que o gênero se desenvolveu veio a adotar mais um apelo utópico das sensibilidades dos romances de ficção científica do século XIX.

A ficção steampunk se foca mais sobre a tecnologia real, teórica ou cinemática da era vitoriana (1837-1901), inclusive motores a vapor, aparelhos mecânicos, e a Máquina diferencial. Apesar de muitas obras steampunk serem ambientadas em cenários vitorianos, o gênero tem se expandido até para cenários medievais e geralmente passeia pelos domínios do terror e da fantasia. Várias sociedades secretas e teorias conspiratórias são geralmente apresentadas, e alguns steampunks incluem elementos significativos de fantasia. Além disso, há frequentemente influências lovecraftianas, ocultistas e góticas. O romance The Difference Engine de William Gibson e Bruce Sterling é creditado frequentemente como o principal divulgador do steampunk.


As origens do steampunk remontam às obras pioneiras de ficção científica de Júlio Verne, Albert Robida, H.G. Wells, Mark Twain e Mary Shelley, entre outros. Cada um destes autores escreveu obras apresentando tecnologia avançada e ambientada no século XIX ou início do século XX. Apesar de estes livros poderem ser classificados como steampunk hoje em dia, isto não é um rótulo exatamente correto, já que eles eram, na época de sua publicação, ambientados na época contemporânea (com exceção de Um Ianque de Connecticut na Corte do Rei Artur, de Twain).

Uma influência adicional na criação de steampunks são os contos Edisonade de Edward S. Ellis, Luis Senarens e outros, em que seus personagens Johnny Brainerd, Frank Reade, Jr, Tom Edison, Jr e Jack Wright usavam veículos tecnologicamente avançados movidos a vapor em aventuras através dos Estados Unidos e do mundo. Além de fornecer a escritores posteriores os primeiros exemplos de criações de ficção científica usando a força do vapor, estas histórias tiveram uma influência direta no tema do "boy inventor" (garoto inventor), um subgênero de ficção científica personificado por Tom Swift (e repetido por Steamboy, Girl Genius e outros).

Uma origem plausível para o ethos steampunk dentro um contexto de mídia deve ser o filme original mudo Viagem à Lua, de Georges Méliès, que retrata uma viagem à lua, usando as tecnologias da época (especificamente, usando um grande canhão para ejetar um 'foguete' no espaço).

fonte: wikipédia



Siga-me aqui: follow us in instagram follow us in feedly

14 comments:

  1. Bem interessante o post,e confesso que não sabia da maioria das informações descritas.
    Parabéns pelo blog e já estou seguindo e te convido para seguir o meu também.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    ReplyDelete
  2. Adorei!! Confeso que algumas coisas ainda não sabia! Gostei muito do post! :)
    Beijinhos**
    Rose
    _________________________
    All The way is an adventure
    Jess & Rose Blog | Instagram | Youtube

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tenho lido muito sobre o assunto (excepto os livros steampunk). *

      Delete
  3. Não fazia mesmo ideia que este era um tema tão interessante e com tanto pano para mangas querida!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ReplyDelete
  4. Eu já conhecia e adoro bastante!
    Segui o blog, convido a seguir o meu :D

    Beijinhos,
    Dezassete  | Instagram | Facebook

    ReplyDelete
  5. Eu sei que tem saído muitos livros do gênero. Nunca li algo assim, mas gosto bastante dos filmes com esse estilo.

    Vidas em Preto e Branco

    ReplyDelete
  6. Tão interessante! Também é algo que me agrada e é sempre bom saber mais =)

    ReplyDelete

Grata pela visita! ❤
Todos os comentários são importantes e sempre bastante apreciados.
Não se esqueça de seguir nas redes sociáveis: FacebookinstagramTwitterbloglovin'Pinterestflickrblogger
Obrigada pela sua visita. Volte sempre! 💋